Andamos em uma das versões topo de linha da picape compacta, a Fiat Strada Ranch, que tem como um dos principais pontos positivos o motor turbo 1.0 de três cilindros, de 130cv, que proporciona uma boa performance, tanto em acelerações quanto em retomadas de velocidade, com um nível de consumo razoável. Destaque também para o visual externo aventureiro, com grade frontal em colmeia, rodas de liga diamantadas, coberturas nos para-lamas e soleiras, santantônio na cor preta e os estribos laterais e no para-choque traseiro. O acabamento interno também é mais sofisticado do que as outras versões, com bancos em couro com detalhes na cor marrom, que também está presente no painel e nos painéis de porta. Por outro lado, pelo preço cobrado, a lista de equipamentos de conforto e segurança poderiam ser mais recheadas.

Fiat Strada Ranch de frente – Foto: Eduardo Aquino

A frente da versão Ranch é mais sofisticada, com destaque para a grade na cor preta com detalhes cromados, onde está abrigado o logo Fiat cromado; para os faróis e luzes totalmente em LED e para a proteção de para-choque na cor cinza.

Santantônio

De perfil, chamam a atenção as coberturas plásticas na cor preta nos para-lamas e soleiras, o santantônio na cor preta, os “airbumps” nas portas, os estribos e as rodas de liga de 16 polegadas com acabamento diamantado.

Fiat Strada Ranch de perfil – Foto: Eduardo Aquino

Na traseira, vale citar as lanternas com moldura na cor escura e desenho claramente inspirado nas da picape Toro, tampa da caçamba com sistema de abertura fácil e o estribo antiderrapante que facilita o acesso à caçamba.

Protetor de caçamba

Por falar no compartimento de carga, a Ranch vem com protetor de caçamba, protetor do vidro traseiro, diversos ganchos para a amarração da carga, luz para iluminar o local, tampa com chave e capota marítima.

Fiat Strada Ranch de traseira – Foto: Eduardo Aquino

Para quem tem interesse no transporte de carga, a Ranch pode transportar até 650 quilos, incluindo o peso dos ocupantes e do que está sendo levado na caçamba. Quanto à capacidade volumétrica, no compartimento de carga cabem 844 litros.

Espaço da Fiat Strada Ranch

Em termos de espaço na cabine, quatro adultos, desde que não tenham estatura elevada, viajam com certo conforto, com relativo espaço para as pernas de quem viaja no banco traseiro, cujo encosto tem boa inclinação.

Painel da Fiat Strada Ranch – Foto: Eduardo Aquino

O acabamento interno não chega a ser destaque, mas deixa boa impressão com o revestimento em couro dos bancos nas cores preta e marrom (o mesmo acontece com o painel) e detalhes em preto brilhante na moldura dos controles do ar.

Manobras

Regulagem de altura do banco do motorista e ajuste de altura da coluna de direção ajudam o motorista a encontrar uma boa posição de dirigir. Falta a regulagem de distância da coluna de direção. O volante tem boa pega e é multifuncional.

Leia mais: Citroën Aircross Shine

Leia mais: Novo Jeep Commander

Leia mais: Novo Jeep Compass

Leia mais: Chevrolet Equinox RS

Leia mais: Spin de roupa nova

Fiat Strada Ranch de traseira – Foto: Eduardo Aquino

Com tela sensível ao toque de sete polegadas e bem posicionada no alto do painel, facilitando a visualização, a central multimídia é fácil de operar, com conexão sem fio com Android Auto e Apple Car Play.

Conforto da Fiat Strada Ranch

Entre os equipamentos de conforto, vale citar o carregamento do celular por indução e o ar-condicionado digital e automático. Na lista de segurança, destaque para os controles de tração e estabilidade, airbags laterais e monitoramento da pressão dos pneus. Faltam itens que contemplem a assistência à direção.

Bancos dianteiros da Fiat Strada Ranch – Foto: Eduardo Aquino

Para sair de vagas apertadas ou em subida e manobrar em espaços reduzidos, o motorista conta com câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, boa calibragem da assistência elétrica da direção e assistência de partida em rampa.

O fôlego do turbo

O motor 1.0 turbo, de 130cv com etanol no tanque, proporciona uma performance agradável, com boas acelerações (de 0 a 100km/h em 9,8s) e retomadas de velocidade, possibilitando ultrapassagens bem seguras.

Banco traseiro da Fiat Strada Ranch – Foto: Eduardo Aquino

Com relação ao consumo, quando rodamos com gasolina no tanque e apenas o motorista, com o ar-condicionado desligado, o computador de bordo registrou médias em torno de 10,8km/l na cidade e de 13,0km/l na estrada.

Câmbio da Strada Ranch

Simulando sete marchas, o câmbio automático do tipo CVT aproveita bem a força do motor e possibilita as trocas manuais por meio de “borboletas” junto volante, que torna a tocada mais prazerosa, mais ágil.

Caçamba da Fiat Strada Ranch – Foto: Eduardo Aquino

Suspensão elevada, pneus de uso misto e protetor de cárter contribuíram bastante para que a Fiat Strada Ranch conseguisse se sair bem nas estradas de terra com piso ruim que enfrentamos em nosso percurso de teste.

No asfalto, o conjunto de suspensão, que tem McPherson na dianteira e molas parabólicas longitudinais na traseira (mais propícia para o transporte de cargas), conseguiu equilibrar bem os níveis de conforto e estabilidade.

Texto e fotos: Eduardo Aquino

Motor da Fiat Strada Ranch – Foto: Eduardo Aquino

Ficha Técnica

Motor – Transversal, três cilindros em linha, 999cm³ de cilindrada, 12V, turbo, que gera potências de 125cv (gasolina) e de 130cv (etanol) a 5.750rpm e torque de 20,4kgfm (gasolina ou etanol) a 1.750rpm

Transmissão – Tração dianteira e câmbio automático do tipo CVT, com sete marchas simulada

Direção – Assistência elétrica

Suspensão – Dianteira, independente, do tipo McPherson; e traseira, do tipo eixo rígido, com molas parabólicas longitudinais

Dimensões – Comprimento, 4,44m; largura, 1,73m; altura, 1,60m; e entre-eixos, 2,73m

Altura livre do solo – 18,5cm

Ângulo de entrada – 23°

Ângulo de saída – 29°

Freios – Discos ventilados na dianteira; e tambores na traseira

Rodas e pneus – Rodas de liga de 16 polegadas, calçadas com pneus 205/55 R16

Capacidade de carga útil (ocupantes mais carga) – 650 quilos

Volume da caçamba – 844 litros

Tanque – 55 litros

Peso (em ordem de marcha) – 1.251 quilos

Roda da Fiat Strada Ranch – Foto: Eduardo Aquino

Principais equipamentos – Badge externo Ranch, Skidplate Cinza, ar-condicionado digital automático, badge Turbo, badge interno Ranch, bancos em vinil premium, barras de teto longitudinais cinza, design exclusivo Ranch, detalhes em costura marrom exclusivos Ranch, estribo lateral, faróis de neblina em LED, multimídia com tela de sete polegadas e detalhes em marrom, painel com detalhes em marrom metálico, pneus de uso misto, retrovisor preto brilhante, welcome movement Ranch, airbag lateral, ajuste do banco do motorista, alarme antifurto, alerta de uso do cinto de segurança passageiro, alertas de uso de cinto de segurança do motorista, barra de proteção do vidro traseiro, barras longitudinais no teto, comandos de áudio no volante, computador de bordo, console central com porta-objetos e porta-copos, controles eletrônicos e tração e estabilidade, câmera de ré, detalhes externos na cor do veículo, faróis em LED, função Sport, sistema Isofix para fixar cadeiras infantis, ganchos para amarração de carga na caçamba, grade frontal na cor preta, assistente de partida em rampa, luz de iluminação da caçamba, luzes de posição diurnas, moldura dos para-lamas, paddle-shifters, para-choque traseiro com estribos antiderrapantes, porta USB adicional, protetor de caçamba, protetor de cárter, rádio com entrada USB, santantônio, saídas de ar em preto brilhante, sensor de estacionamento traseiro, sensor de monitoramento da pressão dos pneus, suspensão elevada, quadro de instrumentos de 3,5 polegadas em TFT, volante com regulagem de altura, volante em couro e carregador de celular por indução.

Preços – R$ 136.990,00. Com pintura metálica (R$ 2.290,00), o preço sobe para R$ 139.280,00.

⇒ VOCÊ E O ACELERA AÍ
Dicas e sugestões: redacao@aceleraai.com.br
Visite e curta: 
facebook.com/aceleraaibh/
Instagram e Twitter/@aceleraaibh
Você também pode acessar o conteúdo pelo 
www.bhaz.com.br
O editor Eduardo Aquino apresenta a coluna Acelera BandNews, na Rádio BandNews FM BH (89,5). Já o editor Luís Otávio Pires é colunista da Rádio Light FM de BH (103,9)